10 / Dez2015

VIDA LONGA À REFLEXÃO: A DIOR ADIA A ESCOLHA DE SEU PRÓXIMO DIRETOR CRIATIVO

O período subsequente à era Galliano vivido pela Dior, de certo modo, se repete…

Um novo diretor criativo para a marca, que perdeu Raf Simons recentemente, não será anunciado tão cedo. A casa decidiu, por fim, incumbir seus ateliês da criação das duas próximas coleções de passarela, num movimento que espelha, de forma realística, aquele que teve quando da saída de Galliano em 2011: nessa época, o assistente do estilista em desgraça, Bill Gaytten, foi quem comandou seis coleções até a contratação de Raf Simons para o posto de diretor criativo em 2012.

A decisão da LVMH de não escolher às pressas, sem dúvida, alimentará os rumores — no momento, os nomes mais alardeados como possíveis sucessores de Simons são Alber Elbaz e Olivier Rousteing, mas outros vários foram mencionados, inclusive o de Jonathan Saunders, que deu fim à sua marca própria ontem.

As coleções sob direção do time Dior serão reveladas nas datas de costume, começando pela de janeiro em Paris. Vida longa às boas, refletidas decisões!

senatus_jwxnK1_displaywide

Foto: reprodução

Sigam @chrispitanguy no Instagram, Chris Pitanguy no YouTube e Snapchat.

 

Comente!