Selecionei, cuidadosamente, os mais belos vestidos de noiva das passarelas do SS 14, e pontuei os traços mais dignos de nota das noivas das diferentes marcas. Espero que este seja um post inspirador para quem deseja ou planeja casar-se em breve, e bonito o bastante para encher os olhos de quem não está pensando nisso, mas é sensível ao romantismo e a vestidos fabulosos e elaborados.

Monique Lhuillier

ml2

Caudas que se prolongam, ricas. Colo desenhado e saias com leve efeito “sereia” ou mesmo volumosas, de princesa. Lindas tiaras e véu.

ml1

Para cerimônias simples e coquetéis de comemoração, comprimentos curtos de beleza e jovialidade realçadas por capas de jacquard ou renda, ou curto com certo volume e tule generoso de sobreposição. Mais um longo tomara-que-caia deslumbrante, de conto de fadas! Nas mãos, buquês de aldeãs ou camponesas, tão simples! São pequenos ramalhetes. Nos pés, sapatos ou sandálias.

Marchesa

marq1

Todo o entorno não poderia ser mais romântico. A estilista Georgina Chapman deu à luz seu bebê há apenas uma semana do desfile. Corsets ajustados, com camadas de tule sobrepostas, criando um efeito denso, bordado prata rico e uma suave forma “sereia” em alguns modelos.

Oscar de la Renta

osc1

Desfile aberto por um rico tomara-que-caia branco de tule envolto em organza de seda azul com aplicações de flores e bordados prateados. Aos vestidos de princesa, se misturaram – como um descanso – modelos mais simples, desenhando silhuetas esbeltas, com saias “sereia”. Uma apresentação com direito a “peplum” e flores.

osc2

Que linda a segunda noiva, de ares levemente boêmios!

Carolina Herrera

ch1

Motivos, pintados manualmente, davam a ilusão de serem renda. Na segunda imagem, um branco liso, de forma, no entanto, soberba – severo, clássico. Os curtos são belos, lisos ou com renda, com véu ou sem ele.

Buquês de rosas e pérolas nas orelhas – detalhes tão Carolina! – arremataram todos os vestidos.

ch2

Herrera elegeu véus curtos esta temporada, e deu a uma de suas noivas bela, macia pelerine. O acetinado ganhou, em certos modelos, reflexos champanhe. Ela trabalhou a renda de forma poderosa, e mesmo criou a renda ilusória, por meio de pintura manual. Mas, realmente, foram seus brancos lisos, austeros, precisos e maravilhosamente femininos que me encantaram.

Fotos: reprodução

Sigam-me no Instagram: @chrispitanguy

Comente!