Um poderoso recurso da moda atual, que o site já dissecou , são as fendas. Inspiradas nos anos 80, surgiu da beleza reinante dos anos 50, e agora, de forma atualizada, veio com apelo mais ousado e arrojado.

Se juntarmos a sensualidade da fenda, com outras formas que estamos vendo: o recorte, o enrolado, o amarrado, qual será o resultado?

Na última temporada de desfiles pret-a-porter, de onde eu tirei as fotinhas, Jean Paul Gaultier  mostrou grandes volumes reunidos em wraps e dobras. Já a Lanvin, desvendou de forma fresca e discreta, cuidadosamente expondo a pele de maneira sutil e sofisticada. Já a Maison Martin Margiela mostrou construções brutais e desconstruções.

A única verdade incontestável, e isto é importante salientar: boa parte da moda atual é feita para poucas mulheres: as magras e esguias. Portanto, as tendências, em sua maioria, são mais artifícios de editorial ou moda de rua exibicionista , do que uma realidade democrática.

Comente!