Já pensou no custo humano das roupas e acessórios extremamente baratos? O artigo publicado no site da Marie Claire inglesa é perturbadoramente esclarecedor. Pela diretora criativa da Eco Age, Livia Firth, e Monique Villa, CEO da Thomson Reuters Foundation.

Sewing-boy-image-with-logo

Diariamente, fazemos duas coisas simples: comemos e nos vestimos. Porém, enquanto um número crescente de pessoas tem se preocupado com a qualidade do que ingere, quando o assunto é moda, a origem dos produtos geralmente é questão na qual não se pensa.

Ao longo da última década, juntamente às roupas baratas, foi vendido à humanidade um mito, que atesta que comprar uma camiseta de dois dólares é a escolha mais democrática dos novos tempos. A verdade é que não existe democracia alguma nesse princípio de comprar coisas a preços irrealísticos. A equação é simples: se queremos mais roupas, e em maior velocidade, nos nossos armários, trabalhadores têm de produzir mais rapidamente. E queremos roupas que custem menos, então a produção – inclusive os salários – precisam custar menos.

Nisso que se tornou a corrida global e ensandecida do fast fashion, as marcas do setor demandam uma mudança de coleção constante, semanal, o estoque sempre mantido quase vazio, a fim de instigar compras impulsivas; dessa forma, as cadeias fornecedoras se vêem na obrigação de responder às últimas tendências, trocando e substituindo produtos em horas. Como resultado, as roupas ficam mais baratas que nunca, abastecendo esta indústria global, riquíssima, avaliada em 3 trilhões de dólares ao ano.

No ano passado, um colapso num complexo têxtil em Rana Plaza, Bangladesh – uma fábrica que produzia peças para algumas marcas ocidentais bastante famosas – matou aproximadamente 1,200 trabalhadores naquele que foi o pior acidente industrial no mundo em 30 anos. O evento sublinhou o custo humano do fast fashion, fazendo com que o público geral começasse a se perguntar: afinal, quem está por trás da roupa que vestimos?

A resposta está, na maior parte das vezes, ligada a uma dinâmica muito sofisticada, a um sistema de exploração que reside na base da cadeia fornecedora, e que tem sua origem na pobreza, na negligência do Estado, e, principalmente, na corrupção, o combustível que alimenta a escravidão de todo dia. De acordo com o Walk Free, há perto de 30 milhões de pessoas escravizadas no mundo, o número mais alto da História, e o equivalente às populações da Austrália e Dinamarca combinadas. Infelizmente, o tráfico humano é um negócio que cresce aceleradamente, e dá retorno de cerca de £90 bilhões (libras), ou $150 bilhões, anualmente.

A escravidão é uma questão mundial, e vai muito, muito além da indústria da moda. Estudos recentes mostram que construtores do Qatar, por exemplo, pagam 45 centavos a hora em dias de trabalho que têm 20 horas; imigrantes na Tailândia, por sua vez, são traficados, brutalmente espancados e escravizados para realizarem a pescaria.

Numa economia que se torna, cada vez mais, global, há que se lutar por regulamentações também mais globais. Temos leis muito claras regulando a indústria aérea, portanto, é de se perguntar por que isso nos falta na contenção mundial da indústria da escravidão.

Certamente, contudo, uma regulamentação global não é a única solução. Na verdade, se utilizarmos o mercado como instrumento de mudança, teremos resultados mais satisfatórios e rápidos. Os políticos passam anos criando leis, e muitas vezes nem um minuto de seu tempo para fazê-las cumprir, mas as grandes corporações têm capacidade de pagar melhor pelo que mandam produzir, bem como o poder de mudar de fornecedores no mesma hora, modificando a vida de milhares de indivíduos por meio da escolha da fonte e da deliberação sobre com que valor retribuir o trabalho de seus funcionários.

Um salário digno é direito humano, e é essencial que os consumidores saibam que o poder está, em última análise, em suas mãos. Todos devem saber que um vestido de £5 não é uma barganha, mas sim um sinal vermelho.

Livia-Firth-Kate-Martin-Shoot-2-cropped

Livia Firth

Continua aqui!

Fonte: Marie Claire UK

Sigam @chrispitanguy no Instagram

21 Nov2014

PREMIERE

Keira Knightley e Benedict Cumberbatch estiveram presentes na pré-estreia de Imitation Game em Nova Iorque.

aq_resizer

u

OPENING

Aurelie Bidermann comemorou entre amigos a abertura de sua loja na Lafayette Street, no SoHo, em Nova Iorque.

5

Laure Heriard Dubreuil e Aurélie Biderman

aq_resizer

Giovanna Battaglia

2

Leandra Medine, Danielle Kosann, and Laura Kosann

BAILE

Naomi Campbell prestigou, na noite desta quinta-feira, 20, um baile de gala do Museu de História Natural de Nova York. Aos 44 anos, a modelo  impressionou pela boa forma. Cameron Diaz também prestigiou o evento e posou ao lado da top.

000_459322684

GRAMMY AWARDS

Alessandra Ambrósio marcou presença no Latin Grammy Awards, em Las Vegas.

alessandra-ambrosio-vogue-21nov14-rex_b_592x888

FESTA

Liv Taylor e Kate Moss se divertiram na festa da revista Another Man Magazine,  no Marks Club, em Londres.

liv-tyler-vogue-21nov14-getty_b

kate-moss-vogue-21nov14-getty_b_592x888

PARCERIAS

Para comemorar a parceria, a MAC organizou um jantar em homenagem a Giambattista Valli, no Chateau Marmont, em Los Angeles.

aq_resizer

Lisa Love e Giambattista Valli

7

Olivia Munn

6

Amber Heard

11

Atmosfera

Fotos: reprodução

Sigam @chrispitanguy no Instagram

9909a0d8d06242b4cdb041eff5017f87e0d49748

A modelo Magdalena Frackowiak e sua pele resplandecente

AVEIA: ela contém sílica, fundamental à formação e manutenção do colágeno, estimulando também as moléculas antiidade, inclusive o ácido hialurônico. Melhor não adoçar e consumir as mais grossas e naturais.

OVOS: eles são cheios de vitamina K, que é imprescindível para evitar que o cálcio vire elastina, pois, calcificada, a elastina torna-se menos flexível e mais seca, abrindo caminho para as rugas profundas.

LINHAÇA: uma boa fonte de Ômega 3 além do peixe, que ajuda a pele a reter a hidratação e a combater inflamações. Fonte também de proteína e fibra, as quais, juntas, estabilizam níveis de glicose do sangue e auxiliam na redução de inchaços.

BATATA DOCE: plena de biotina, membro da família da vitamina B. A biotina ajuda a regular o metabolismo da gordura, mantendo a hidratação da pele no interior das células. A batata doce também contém a preciosa vitamina C, importante para a formação e a manutenção do colágeno.

CEBOLAS: elas são ricas em enxofre, essencial à síntese do colágeno, o grande responsável pela manutenção da hidratação da pele. Fonte também de crômio, que atua na estabilização dos níveis de glicose no sangue, reduzindo, desse modo, a vontade de comer doces.

Adaptado de: Marie Claire UK

Fotos: reprodução

Sigam @chrispitanguy no Instagram

Vídeo destaque

CINEMA: A atriz e fashionista Blake Lively é estrela de The Age of Adaline, filme sobre mulher que nunca envelhece, após sofrer um estranho acidente aos 29 anos. Blake é Adaline, e, por quase oito décadas, vive solitariamente, tentando ocultar da humanidade sua intrigante realidade. Até que conhece um jovem rapaz, que muda sua existência. No elenco, Harrison Ford, Kathy Baker, Michiel Huisman e Ellen Burstyn. Vejam o trailer!

embedded by Embedded Video

YouTube Direkt

age-adaline-poster-photo

BELEZA: Para celebrar o aniversário de uma década de sua marca homônima, o estilista Giambattista Valli assina coleção para a MAC, repleta de uma cartela de cores lindas inspiradas nas suas flores adoradas. São batons em cinco diferentes cores, batizadas com nomes de flores, claro, por exemplo, peônias. A novidade chega às lojas MAC do mundo todo no Verão 2015.

Giambattista_Valli_and_MAC

PERFUMARIA: O perfume mais novo da Roberto Cavalli é o Paradiso, e tem campanha sexy e glamurosa estrelada pela belíssima Edita Vilkeviciute, que posa seminua numa piscina com um toque de exotismo: penas de um pássaro tropical. As imagens são de Mario Sorrenti.

robert-cavalli-paradiso-fragrance-ad1

robert-cavalli-paradiso-fragrance-ad2

CAPA: A revista espanhola Telva traz Barbara Palvin na sua capa de dezembro. Clicada por Tomas de la Fuente, ela veste um Emilio Pucci de estampa boêmia.

barbara-palvin-telva-december-2014-cover

Fotos: reprodução

Sigam @chrispitanguy no Instagram

Vejam as bijoux que andam circulando pelas ruas das principais capitais da moda.

street_looks_bijoux____la_fashion_week_printemps___t___2015_de_new_york__londres__milan_et_paris_426983043_north_883x.1

street_looks_bijoux____la_fashion_week_printemps___t___2015_de_new_york__londres__milan_et_paris_349541709_north_883x.1

street_looks_bijoux____la_fashion_week_printemps___t___2015_de_new_york__londres__milan_et_paris_95991733_north_883x.1

street_looks_bijoux____la_fashion_week_printemps___t___2015_de_new_york__londres__milan_et_paris_461451713_north_883x.1

street_looks_bijoux____la_fashion_week_printemps___t___2015_de_new_york__londres__milan_et_paris_640193132_north_883x.1

street_looks_bijoux____la_fashion_week_printemps___t___2015_de_new_york__londres__milan_et_paris_948767054_north_883x.1

street_looks_bijoux____la_fashion_week_printemps___t___2015_de_new_york__londres__milan_et_paris_968762549_north_883x.1

street_looks_bijoux____la_fashion_week_printemps___t___2015_de_new_york__londres__milan_et_paris_457838484_north_883x.1

street_looks_bijoux____la_fashion_week_printemps___t___2015_de_new_york__londres__milan_et_paris_865347312_north_883x.1

street_looks_bijoux____la_fashion_week_printemps___t___2015_de_new_york__londres__milan_et_paris_403202786_north_883x.1

street_looks_bijoux____la_fashion_week_printemps___t___2015_de_new_york__londres__milan_et_paris_361567480_north_883x.1

street_looks_bijoux____la_fashion_week_printemps___t___2015_de_new_york__londres__milan_et_paris_380412150_north_883x.1

street_looks_bijoux____la_fashion_week_printemps___t___2015_de_new_york__londres__milan_et_paris_976011313_north_883x.1

street_looks_bijoux____la_fashion_week_printemps___t___2015_de_new_york__londres__milan_et_paris_532694162_north_883x.1

Fotos: reprodução

Sigam @chrispitanguy no Instagram